10 de março de 2015

Alguns não perdem tempo: Pablo Iglesias com o embaixador dos EUA




Resumen Latinoamericano/ 03/03/2015.
- É realmente particular a “política externa” dos meninos do Podemos. Por um lado, Pablo Iglesias (ao qual a direita espanhola assediou de forma brutal durante os últimos meses) não teve a melhor ideia que aceitar a alguns dias uma entrevista ao Canal 5 (TV lixo da pior espécie) e fazer umas declarações críticas sobre a Venezuela bolivariana. E agora, esta reunião com o embaixador estrangeiro, justamente no momento em que os Estados Unidos atacam com tudo contra o governo de Nicolás Maduro. Se para fugir da direita fascista é preciso unir-se àqueles que fomentam o terror e a miséria no mundo, é preciso perguntar-se qual é realmente a linha do Podemos.
Uma coisa são os encontros entre governos que estão em desacordo e se justificam nas famosas “razões de Estado”. Outra muito diferente, que os políticos confraternizem sem nenhum tipo de vergonha com os assassinos de nossos povos. Felipe González começou suas andanças como progressista da mesma forma e sabemos até onde chegou.
O secretário-geral do Podemos, Pablo Iglesias, se reuniu hoje com o embaixador dos Estados Unidos, James Costos, para analisar a situação política e econômica da Espanha e da Europa, em um encontro que o líder da formação qualificou como “útil, produtivo, cordial e interessante”. O encontro ocorreu por iniciativa de Costos, no qual Iglesias sublinhou que o Podemos vê as relações entre Espanha e Estados Unidos como uma questão “estratégica”.
Em declarações a EFE, Iglesias mostrou sua satisfação pelo desenvolvimento do encontro, no qual ambos compartilharam que “a situação econômica da Espanha é difícil e que a austeridade é um problema”, segundo o euro-deputado.
O embaixador se interessou pelo resultado das pesquisas de informação acerca do crescimento do Podemos, que Iglesias justificou como sendo reflexo da “crise do regime na Espanha e do cansaço e o esgotamento das velhas elites”.
Além de informar sobre sua recente viagem aos Estados Unidos, Iglesias abordou com Costos questões de âmbito internacional, como a crise da Grécia.
Neste ponto, o secretário-geral do Podemos considerou “coerente e razoável” a postura adotada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para que se dê uma oportunidade ao novo Governo grego liderado pelo Syriza.
Ainda que tenha admitido existirem “diferenças em algumas questões de política internacional, em particular sobre a defesa europeia e a gestão de determinados assuntos”, Iglesias apontou a “cordialidade” e a “produtividade” do encontro, no qual não falaram da situação política da Venezuela.
Iglesias manifestou sua intenção de voltar a visitar os EUA futuramente, ao que Costos demonstrou sua vontade de ajudá-lo a preparar encontros com os congressistas de seu país.
O embaixador estadunidense, que lembrou a Iglesias ser oriundo de uma família “humilde”, disse sentir “empatia” por aquelas pessoas têm passado mais dificuldades nos últimos anos devido à crise.
Na conversa, também falaram de pintura, de cinema e, em particular, da serie “Game of Thrones”, uma das favoritas de Iglesias.
Pablo Iglesias publicou esta fotografia no Twitter
Fonte: http://www.resumenlatinoamericano.org/2015/03/03/algunos-no-pierden-el-tiempo-pablo-iglesias-con-el-embajador-de-ee-uu/
Tradução: Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Postagens relacionadas

Alguns não perdem tempo: Pablo Iglesias com o embaixador dos EUA
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.